RSS

PT discutiu regulamentação da mídia. Mas a discussão ficou pela metade…

05 set

Este blog que nunca escondeu sua linha  progressista. Em termos políticos, está mais alinhado com o Partido dos Trabalhadores e outros menos cotados como PSB e PC do B. Encarou com satisfação as políticas sociais implantadas por Luiz Inácio Lula da Silva e os diversos programas de inclusão como o Pro Uni e o Minha Casa Minha Vida. Apesar de discordar, entende que o caminho adotado por alguns meios de comunicação é legitimo dentro do processo democrático. Claro, desde que não quebre os principais básicos da privacidade e da legalidade.

Por isso, ao ler as reportagens sobre a ânsia do PT, em seu congresso, de querer aprovar a proposta de regulamentação da mídia, senti que a intenção é legitima, mas o discurso está manco. Explico: desde que me conheço por gente vejo pessoas reclamando da propriedade cruzada dos meios de comunicação e a falta de regras para concessão do direito de resposta. São reivindicações antigas e que precisam ser debatidas. Inclusive com os donos dos meios de comunicações. Existe a necessidade de mudança e todos os atores envolvidos no processo necessitam mostrar sua faceta.

Mas existe algo mais grave: falta competição editorial. Concordamos que os grandes jornais, televisões e rádios nutrem uma viés editorial liberal, alinhada com preceitos de mercado. Direito deles. E de certa forma são atendidos em repercussão, porque, queiramos ou não, existe público para ouvir e escutar essas ideias. Para completar, eles fazem produtos que agradam essa parcela da população. Apesar do genial Mino Carta dizer que o problema da imprensa não é fato dela ser oposicionista, e sim dela ser ruim tecnicamente. Uma opinião para fazer a cabeça pensar.

Agora, raro leitor, pare e pense: vamos ignorar as concessões de rádio e televisão que dependem de autorização federal e do congresso nacional para funcionar. Vamos mirar nossos olhos nos meios impressos, que funcionam no Brasil como uma empresa qualquer. Ou seja, o sujeito vai lá, monta, edita e coloca o produto na rua. Diante disso, a pergunta: qual o veículo de orientação progressista com alta tiragem no Brasil e que tem grande repercussão nas redes sociais ou nos fóruns de internet? Quando digo repercussão é chegar ao estágio dos concorrentes precisarem correr atrás da noticia veiculada.

Vamos fazer a verdade: infelizmente, temos revistas de orientação de esquerda com belíssimo conteúdo editorial, mas cuja tiragem é reduzida em comparação ao trio de ferro formado por Época, Istoé e Veja. Mesmo a ótima Carta Capital somente nos últimos tempos parece ter sido aceita pelo sistema. Um caminho que está sendo trilhado pela excelente Revista do Brasil, de responsabilidade de sindicatos filiados à CUT. Infelizmente, no entanto, a realidade é dura: é preciso fazer a mensagem chegar longe para ser notado. Aí, um esquema de distribuição é fundamental, que as vezes não supre todas as necessidades.

Nos jornais impressos, o quadro é ainda mais desolador. O de maior tiragem do país é o Super Noticia, de Belo Horizonte (MG) do empresário Vittorio Medioli, com ligações com o PSDB. Mesmo sendo um jornal popular, certamente coloca nas entrelinhas a ideologia que defende seu dono.

Em países europeus, todos reconhecem os ditos jornais sérios com orientação de direita ou de esquerda. No Brasil, só temos um lado em evidência. O outro exibe bom conteúdo, conta com jornalistas capacitados, mas não fala de modo ampliado por dois motivos: ou porque sofre pressão de grupos contrários a sua existência ou simplesmente fala para o militante ou para uma turma restrita. Não tem o conceito de comunicação de massa na cabeça. Esse é o grande desafio que deveria ser colocado pelo PT ou por qualquer outro partido progressista quando discute política de comunicação. Resumo da ópera: antes de corrigir os vizinhos, precisamos checar nossos próprios defeitos. Que não são poucos.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2011 em Uncategorized

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: