RSS

Steve Jobs fará falta para quem?

10 out

Juro, não quero ser chato. Alguns assuntos fazem a gente remar contra a maré. Por interesse jornalístico, verifiquei as revistas semanais e as duas de maior tiragem deram destaque a morte de Steve Jobs, o grande mentor e condutor da Apple. Você deve ter lido em vários veículos de comunicação as suas invenções, como o Ipad, Iphone, Ipod…produtos que facilitaram a vida de milhões de pessoas. Produtos calcados na aparência, na simplicidade e na praticidade.

Se olharmos por esse ângulo, realmente a sua morte é irreparável. Mas pare e pense por um minuto: será que Steve Jobs não poderia possuir um alcance maior caso o planeta tivesse outro roteiro?

Sim, porque esses produtos são utilizados, na maioria das vezes por pessoas com alto poder aquisitivo e com padrão de vida refinado. Mesmo no Brasil, com o telefone celular universalizado, é difícil encontrar um usuário do Iphone, que tenha desembolsado a alta quantia de dinheiro sem usar os bônus das operadoras de telefonia celular.

É lógico que se você passear nos Jardins, Copacabana, Barra da Tijuca, Morumbi, Aldeota (em Fortaleza), entre outros locais requintados, a influência de Steve Jobs é dita e notória. Agora, nos bairros periféricos? Falamos dos produtos da Apple como se eles fossem acessíveis a pessoas que ganham dois salários mínimos, pegam várias conduções e dependem de um trocado para atualizar o celular pré-pago. Não serei idiota de renegar que os conceitos de Jobs influenciaram os produtos genéricos de informática vendidos atualmente às classes C,D e E. Mas o que falo é mais profundo: a mídia internacional tratou a morte de Steve Jobs como se ele fosse alguém conhecido e que influenciou diretamente toda e qualquer classe sociail. Balela. O mundo não mudou. Steve Jobs continuará a ser venerado por Nerds, universitários, patricinhas, mauricinhos, jornalistas descolados ou pessoas com grana no bola. A imensa maioria, pobre e clama por oportunidades de trabalho nos cinco continentes,  antes de consumir qualquer produto da Apple tem uma demanda mais urgente: colocar comida no prato.

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 10 de outubro de 2011 em Uncategorized

 

2 Respostas para “Steve Jobs fará falta para quem?

  1. Juliana

    10 de outubro de 2011 at 20:37

    Olá Elias,
    Não tenho Iphone, Ipod, Imac, nem um “Iqualquercoisa”, mas tenho computador em casa e acredito que poder ter um computador em casa, no qual trabalho e também me divirto, só foi possível pois na década de 70, um jovem chamado Steve Jobs lançou o Apple, na época sonho de consumo, mas que impulsionou o mercado de PC´s, e fez com que hoje muitas pessoas no Brasil podem ter um desses em casa, na empresa, no celular..
    Sr. Jobs por ser caligrafista e tipógrafo, catalogou e inseriu no universo digital os caracteres que estamos teclando, e se transformam em textos, desenhos e etc…
    Acredito que vc esteja sendo parcial, e olhando a biografia do Sr. Jobs, apenas do ano de 2.000 para cá, aí sim, parece elitista, como também pareceu na década de 70.
    Só o tempo dirá, mas acredito que devemos a ele um pouco do crédito por estarmos aqui nos comunicando via computador, ou através de um SMS, num simples smarthphone, de qualquer marca.
    Abraços, Juliana

     
  2. Ricardo

    11 de outubro de 2011 at 16:58

    Perfeito

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: