RSS

Alguns pastores querem poder. Nada mais.

16 nov

Em minha página no facebook fiz uma pequena análise sobre a perseguição empreendida por Silas Malafaia junto a comunidade gay. Ele disse que sofre perseguição e brada pela liberdade de de expressão para dizer o que bem entender. Bem, ninguém pode negar que este é um direito que lhe assiste. Afinal, se ele acha que o caminho é ser um “personal pecado”, destina a martelar apenas em cima de um assunto é um direito dele.

Agora, tem um detalhe que chama minha atenção, em todo esse debate. Pare e veja: os pastores encontram-se em um país que é consagrado como laico e defensor do estado democrático de direito. Tais atributos sempre são lembrados por eles na hora de espernearem por perseguição. Mas quando existe a contrapartida, a chiadeira é total. Resumindo: não gostam e não toleram contestações.

A história é sempre a mesma: a igreja conta com mais de dois mil, três mil membros, o pastor ganha um salário polpudo e o púlpito é o palco para ele mostrar seus conhecimentos. Como se sabe, o púlpito é lugar sagrado e para nós, protestantes, é a palavra de Deus viva.

O problema é que boa parte desses pastores não descem do púlpito quando estão na vida civil. Falam e não querem ser contestados; Mandam e não gostam de ouvir o outro lado; recriminam e repudiam qualquer rebate do interlocutor.

Na verdade, Silas Malafaia é apenas produto de um tempo em que pastores querem falar em nome de Deus, não apenas aos domingos, mas as 24 horas do dia. Mas eles são humanos e erram. E falta admitirem um fato tão banal.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de novembro de 2011 em Uncategorized

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: