RSS

Jornais começam a descobrir o livro “Privataria tucana”

15 dez

Demorei para opinar sobre o livro “Pirataria Tucana”, do jornalista Amauri Ribeiro Junior. Por dois motivos: antes de tirar qualquer conclusão, queria fazer uma leitura apurada desta reportagem de um profissional com vários prêmios na bagagem. Posteriormente, queria aguardar a reação da grande imprensa em relação a uma denuncia que envolve o principal partido de oposição no Brasil.

Ainda não li o livro por encontrar-se esgotado nas livrarias, mas com a leitura da matéria de capa da revista “Carta Capital” e com a postura dos órgãos de comunicação já é possível tirar algumas conclusões.

Se das 340 páginas da obra, 100 são de documentos digitalizados e obtidos junto á Justiça, é possível que exista um mínimo de fundamento de acusações. Agora veja: a Folha de São Paulo, na edição de quinta-feira, dá amplo destaque ao livro e dois pontos chamam a atenção: o fato da matéria principal e da retranca não terem sido assinadas e do texto tentar desqualificar o mote do livro, que é o uso de propinas nos leilões de privatização e o envolvimento de parentes do ex-governador José Serra. Além disso, a todo instante, a reportagem coloca em dúvida as informações obtidas por Amauri, um posicionamento diferenciado em relação ao processo de mensalão, quando Roberto Jefferson deitou e rolou falação e a imprensa em nenhum momento disse nada.

Vamos deixar claro: é hiper positivo que a Folha de São Paulo tenha rompido o silêncio e feito uma matéria do livro. É também direito do jornal colocar sob suspeita qualquer trecho do livro, como também é do jogo democrático a empresa possuir afinidade ideológica com este ou aquele grupo. Se Estadão, Folha, Grupo Abril e Organizações Globo consideram que o PSDB e o ex-governador Serra são opções viáveis ao país, é concedida toda a garantia para tal opinião ser esclarecida e divulgada. Agora, só não peça que o leitor concorde em 100% com suas decisões e posicionamentos. A época em que a imprensa comandava a opinião pública já acabou. Que cada um tenha seu posicionamento e defenda com unhas e dentes. Como fez o repórter Amauri Ribeiro Júnior.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de dezembro de 2011 em Uncategorized

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: